quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Muitos Projetos

Nossa ando realmente atarefado com diversos projetos por aqui... Isto acaba refletindo em nosso blog que anda meio desatualizado. Isso é um saco, já que as pessoas nos prestigiam e não temos novidades para contar. Só peço calma a todos, pois muito em breve teremos muitas coisas legais para postar aqui...e gostaria de deixar uma imagem para reflexão de vocês !


quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Morreu Steve Jobs



Apesar de ser uma notícia velha, eu gostaria de colocar aqui dois pontos de vista a respeito deste fato :

Ponto 1: Steve Jobs, o visionário - Sem sombra de dúvida um homem brilhante, com uma visão a frente de seu tempo e com uma contribuição única para a indústria de TI e Games.

Ponto 2 : Steve Jobs, o empresário - Arrogante , irredutível, oportunista, com a sombra da Foxxcon,  mas que levou a Apple a patamares estratosféricos. Graças a ele existem dois mundos : o da Apple e o resto.

Dois homens, duas visões. De qualquer maneira foi um cara que realmente fez a diferença e contribuiu em muito para a evolução da tecnologia. Bom, que seu caminho seja iluminado e que tenha paz aonde ele estiver.

E nos próximos meses, o que vai ser do mercado ? Vamos ver...

sábado, 1 de outubro de 2011

Antes que eu me esqueça...


Começou a pré-venda do World of Warcraft em português...

http://us.media.blizzard.com/wow/promotion/wowptbr/index.html

E aí vamos encarar ?

Notícias da Semana


Depois de um tempinho sem dar notícias, estamos de volta ! Bom, esta semana foi cheia de novidades, com bastante coisas legais acontecendo. Vamos lá !

A primeira delas foi nosso encontro da IGDA, que foi um sucesso. Tivemos nossa mostra de games indie e você pode conferir nos vídeos abaixo :

Parte 1



Parte 2



E falando de mais eventos, esta semana tem Brasil Game Show começando quarta-feira. Estaremos por lá em nossa mesa do IGDA e cobrindo as novidades do evento.

E não podemos deixar de falar de dois jogos que entraram na minha lista ! O primeiro deles é de nosso conhecido John Carmack , nossa querida ID e a Bethesda, trazendo o novo FPS dito sucessor do Quake : Rage. Estou ansioso, quase fazendo pre-order, pois além de um visual alucinado, um jogo que promete fazer diferença.

Para vocês algumas telas do jogo :




E um vídeo para vocês...




Outro jogo que eu fiquei doido é Saints Row III, na minha opinião o sucessor do GTA. Não vou dizer muita coisa, simplesmente deem uma olhada no vídeo.





Bom as novidades são essas por enquanto... Esta semana tem versão nova do Retroblaster e mais algumas surpresas para vocês.


domingo, 18 de setembro de 2011

Construct2 : Duas semanas depois

Amanhã fazem duas semanas que eu estou trabalhando com o Construct 2 da Scirra e prototipei meu primeiro jogo eletrônico : o Retroblaster. Basicamente fiz tudo sozinho, desde a "arte", programação e game design (Dali Fonseca é o meu gato. Tem um retrato dele aqui na página). e realmente consegui tirar do papel um simples conceito de jogo de tiro. E agora, o que vem ?

Um novo jogo que vai ser um pouco diferente deste...

terça-feira, 13 de setembro de 2011

2o. Encontro da IGDA Rio de Janeiro


Vocês estão todos convidados para o segundo encontro da IGDA Rio no 12º andar da FGV (http://g.co/maps/kc7ux) no Rio de Janeiro às 18:00 do dia 28 de setembro (28/09/2011).

- Programação:

Abertura e Palestra:
Apresentação do Relatório Preliminar sobre Mercado Brasileiro de Jogos do CTS Game Studies
Arthur Protasio, coordenador do CTS Game Studies e presidente da IGDA Rio.

Palestra:
Empreendedorismo nos Jogos
Antonio Marcelo, fundador da Riachuelo Games e diretor de Mercado da IGDA.

Mostra de Jogos:
Apresentação de Jogos Independentes produzidos pela comunidade

- Atenção!

A mostra será limitada à exposição de 10 jogos (em razão do tempo), na qual cada desenvolvedor terá 5 minutos para fazer uma rápida apresentação sobre seu jogo. Os jogos deverão estar em beta ou finalizados e inscritos aqui: http://ur1.ca/52t7y

Para ir ao evento, basta confirmar sua presença aqui: http://direitorio.fgv.br/IGDARIO-insc

A entrada é franca e o evento é aberto para qualquer pessoa, desenvolvedora ou não!

Vamos lá Galera Vamos Participar !!!!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Desenvolvimento de Jogos 2D/Prototipagem

A história começou com uma Thread na lista do IGDA do Recife, que ecoou na lista da IGDA Rio e acabou gerando uma discussão interessante sobre engines para jogos 2D e prototipação. Num certo momento falaram de diversos engines, mas um me chamou a atenção : o Construct 2. Já existe uma versão no mercado anterior a esse, mas este me despertou curiosidade pois exportava para HTML5. Baixei, instalei e em uma tarde fiz esta brincadeira aqui.

Existem alguns bugs, pois o programa ainda não está totalmente estável, mas os resultados são ótimos e abre a possibilidade para o criador de jogos. Este exemplo que eu fiz são mais testes agrupados em um simples jogo de tiro, mas que explora bastante a ferramenta. Já estou trabalhando em novas versões com melhorias. Fiquem ligados !

GameCraft Files

Hoje meu amigo Yanko Gitahy liberou os vídeos das palestras do Gamecraft, realizado este ano na UFRJ. Foi um evento muito importante na área de games aqui no Rio de Janeiro e serviu para começar a incentivar o pessoal a participar. Minha palestra está disponível para todos verem, mas já coloco o vídeo aqui para a apreciação de vocês.




sábado, 3 de setembro de 2011

Nos Filiamos a Acigames

Queria anunciar que a Riachuelo Games se afiliou a Acigames ( Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games). A ACIGAMES é uma associação criada com a finalidade de representar e regulamentar a indústria e comércio dos jogos eletrônicos e incentivar culturalmente a área dos games no Brasil. Tomamos esta decisão pois achamos que a proposta da mesma pode contribuir e muito para os jogos no Brasil.

Blog Oficial

Não faz muito sentido manter dois blogs falando da mesma coisa... Por isso tomei a decisão de juntar o Za Rodinu e o Luderia Digital num só blog. Como a Riachuelo é meu estúdio de jogos e estou ligado diretamente a comunidade de games resolvi tomar esta decisão. Bom muitas novidades vão surgir por aqui. Fiquem ligados !

terça-feira, 30 de agosto de 2011

EPIC MEAL TIME PAC MAN !


No último sábado fizemos um PAC MAN de pizzas, pão com chedar em homenagem ao nosso pessoal de programação de jogos. Foram 300 mini pizzas, 6 pizzas médias, 6 pizzas brotinho, 1 kg de bacon em fatias, 14 pacotes de pão de forma, 5 quilos de cheddar e 2 quilos de creme de leite. Montamos no melhor Epic Meal Time e todos se divertiram. Isto é uma outra faceta do mundo dos jogos...


Cheddar


Monstros de Pizza

Pac Man


A mesa em detalhes

Epic Pac

E em homenagem ao evento, para vocês o site : Atari Age !

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Criando um Jogo Parte II – Um Exercício Prático de Game Design

Introdução

Cá estamos de volta em nosso blog, com mais um artigo sobre criação de jogos, só que desta vez vamos trabalhar de maneira prática a idéia de um jogo. Na nossa parte inicial comentamos alguns aspectos da criação e desenvolvimento, só que agora vamos fazer algo mais “mão na massa”, para fustigar em vocês a centelha de um projeto. Imaginar um jogo sempre cai em ligações das quais temos reminiscências ou lembranças de outros jogos. Quando começamos o trabalho do Mascates citado na primeira parte do artigo, falamos de alguns aspectos importantes como : processo de pesquisa, processo de desenvolvimento e o processo de teste.

Nossa idéia começar a fazer com que você inicie um mesmo caminho num projeto inicial de sua autoria. Nada que seja muito complexo mas que mostre a você um primeiro caminho a percorrer. Normalmente tomamos isso como um desafio, pois fazer um jogo é algo realmente complexo, por mais simples que seja.

Vamos pensar numa proposta de jogo que tenha algumas coisas que você possa estar familiarizado e que se sinta a vontade. Normalmente modificamos um jogo existente, acrescentando jogabilidades novas e até componentes. Vamos agora trabalhar na primeira “oficina” de nosso curso para vocês começaram a dominar estas novas formas de trabalho.

Desafios

Os desafios vão ser a base de nossa oficina de trabalho, inicialmente vamos modificar alguns jogos para vocês começarem a pensar além das regras e dos componentes de jogo. Vamos aos desafios :

a) Jogo de Damas – Nosso primeiro desafio vai ser modificar o jogo de damas. Para isso forneceremos como idéia de novos componentes para vocês 1 dado de 6 lados para ser acrescido ao jogo de damas. O designer deverá criar novas regras para jogo.

b) Buraco – Neste desafio, o designer terá que tematizar um jogo utilizando a mecânica do jogo de buraco, ou seja dar uma história e contexto a um jogo utilizando esta mecânica.

Repare que no primeiro desafion estamos acrescentando componentes a um jogo existente e no segundo caso trabalhando com uma mecânica de jogo de cartas já existente. Neste caso temos dois pontos importantes :

a) Tema X Mecânica - Existem designers que gostam de começar pelo tema, outros pela mecânica de jogo, mas o que importa é partirmos de um ponto dos quais fiquemos mais confortáveis. Então se você acha que o tema é seu ponto inicial (como eu...) comece por aí, mas se a mecânica lhe agrada, comece por ela. A escolha do tema depende de sua necessidade, inclusive pode ser adaptado a uma matéria qualquer da escola. Podemos trabalhar com diversos temas diversos e conhecidos, basta um estudo de caso como fizemos na parte I de nosso artigo.

b) Bits and Pieces - Componentes de um jogo definem em muito suas mecânicas e até mesmo apresentação. O conceito de bits and pieces (peças e partes) são importantes para começarmos a pensar no nosso projeto. Componentes de um jogo podem ser simples e fáceis de arrumar. Além disso nosso jogo poderia ser transportado numa bolsa ou numa mochila, tendo pouco componentes no caso. Cada caso é um caso a ser estudado.

Sobre as Regras

Falei no nosso desafio que precisamos escrever as regras dos jogos. Um designer não pode estar presente a todo momento e local explicando o jogo para que todos possam se divertir. Neste caso as regras são o canal primordial de comunicação entre o jogador e o designer, contribuindo para o sucesso ou não do entendimento de um jogo. Escrever uma regra não é uma tarefa muito trivial, pois envolve um roteiro a ser seguido, mas não é nada impossível e pode ser feita mediante prática. Existem ótimos exemplos para serem explorados e mesmo “copiados” e que servem de base para qualquer regra de jogo. As regras devem ser simples diretas e de fácil entendimento. Depois de muitas observações observei que as regras são formadas por blocos distintos, dos quais vou apresentar abaixo :

a) Apresentação do jogo – Neste ponto da regra é apresentado o jogo, sua história e seu contexto. Aqui o autor faz uma prévia do que se trata e sua jogabilidade. Muitos autores gostam de falar um pouco mais sobre o universo ou contexto histórico do jogo, mas sem deixar o jogador entediado.

b)Apresentação dos Componentes – Aqui o autor apresenta os componentes do jogo e que servem de orientação para o jogador verificar se tudo está ok. Uma lista simples dos componentes pode bastar

c) Configuração do jogo (o famoso setup) – Aqui o autor apresenta como o jogo deve ser arrumado com seus componentes para o início da partida. Normalmente apresenta o tipo posicionamento de peças, cartas, quantidade de dinheiro, etc.

d) Fases do jogo – Aqui o autor apresenta o jogo em si, a sua mecânica. Eu recomendo para os iniciantes escreverem as fases e verificarem se as mesmas tem sentido, tendo cuidado para não esquecer nenhum detalhe.

e) Condições Especiais – Aqui o autor apresenta cartas, eventos ou condições que possam ocorrer no desenrolar do jogo.

Por exemplo uma situação que possa mudar alguma fase ou condição de vitória.

f) Condições de Vitória – Aqui o autor apresenta os critérios de vitória e desempate de uma partida

g) Regras Alternativas – alguns autores gostam de regras alternativas que possam dificultar ou colocar novos situações a uma partida. Este ponto é opcional.

h) Créditos – Aqui vai o nome dos pobres coitados que aturaram e ajudaram durante todo o processo de desenvolvimento de sua criação.

i) Notas do projetista – Se você quiser falar um pouco sobre como o jogo surgiu seu mecanismo, etc esta seção está aí para isso. Tem muita gente que aprecia isso (eu sou um deles), mas não é comum aos jogos modernos.

Bom mãos a obra ! Espero ver algumas propostas interessantes para que possamos mostrar em nossa próximo artigo !


Fim de Semana dos Jogos.

Este fim de semana aproveitei para descansar e colocar algumas coisas em dia, tais como um conto que estou finalizando e a 2a. parte de meu artigo de criação de jogos. Como a Gamescon tá fervendo, já começam a aparecer os vídeos dos próximos MMO´s que estão "super-hiper-mega-hypados" e os jogos que vem por aí. Vamos mostrar umas coisinhas...

Guild Wars 2




Eu e o Guild Wars não tivemos uma história muito boa... Game instanciado (não gosto), sem world pvp, sem aquela raid ou dungeon que realmente faz com que eu passe horas na frente do micro me divertindo. Contudo a versão 2 tem tudo para me cativar. Além de gráficos espetaculares, uma jogabilidade incrível e um lore bem pesado, o jogo vem criando uma expectaiva enorme no pessoal com suas características inovadoras. Eu particularmente ando ansioso com este jogo e realmente quero jogar. Bom, confiram por vocês mesmos e tirem suas conclusões.

Star Wars The Old Republic




Já com 1,5 milhoes de pre-orders o SWTOR lembra muito o velho KOTOR e tem gente afirmando isso aos 4 cantos. Nada a desabonar em relação ao jogo, já que o KOTOR era muito bom mesmo ! A Bioware andou colocando algumas coisas no jogo que realmente deixam ele mais com cara deste velho clássico do que um massive. Este eu vou com certeza dar uma olhada, mas ainda não me arrisco a comprar agora.

Warhammer 40K Space Marines




Desde que a Games Workshop andou chutando fora seus fãs e se tornando uma empresa de brinquedos para montar, no lugar de uma firma de jogos, eu sinceramente andei esquecendo ela. A Fantasy Flight nos EUA que tem o direito de diversos jogos dela, tem feito um tarablho muito melhor do que a Games e cativando os velhos fãs como eu. Quando a THQ começou a trazer os jogos para o PC fazendo um excelente trabalho com o Dawn of War I, me animou novamente. Mas a empresa pisou na bola com o Dawn of War 2, com gráficos maravilhosos, mas sem aquela visão de jogo de miniatura que eu gostava.

A ampresa resolveu dar a volta por cima com o Space Marine, o novo jogo para PC e consoles. O que eu tenho a dizer...TROUXERAM DE VOLTA O ESPÍRITO DO ANTIGO JOGO ! Com certeza vou jogar o demo e muito provável vou comprá-lo ! Vale conferir.

Counter Strike 2012






Time que tá ganhando não se mexe... Depois do sucesso do Portal 2 a Valve resolveu apostar em um cavalo campeão e está lançando um revamp/remake de seu mod mais popular do Half-Life: O Counter Strike. Bom, será que vai ser mais do mesmo com gráficos atualizados ?

Bem pessoal, estas foram as novidades do fim de semana...Vamos ver o que trazemos para vocês semana que vem...






sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Dublagem do WoW BR

O papo deste post sem sombra de dúvida é falar mais um pouco do hype do momento que é o World of Warcraft Brasil. Primeiramente vou repetir a opinião de diversos jogadores como eu ( e muito bem sacada pela minha esposa...): falta paixão. Ficou uma coisa muito infantil, parecendo a antiga coleção "Disquinho" (tem certas coisas que a "Disquinho" era melhor...), parecendo que os jogadores do WoW são crianças e não um público mais velho. Ficou uma coisa muito forçada e estranha. Meu medo são certas dublagens que serão feitas com o Talon King Ikiss e o Scourge Lord Tyrannus pois o voice acting dos mesmos é fantástica. Bom para vocês conferirem 20 minutos de dublagens.








terça-feira, 9 de agosto de 2011

Os Wargames Estão Voltando...


Quero dizer que a veia de Grognard se fez mais forte e irei começar a publicar novamente wargames no Brasil. Serão jogos voltados para um público mais interessado no assunto e com uma linha de design clássica em honra aos velhos tempos !!!! Fiquem ligados !

Esta semana vai ter a segunda parte de nosso tutorial de Game Design !!!! Aguardem !

domingo, 31 de julho de 2011

Criando um Jogo - Parte I - Primeiros Passos !

Introdução

Como vão todos ? Estou iniciando uma série de artigos uma série de artigos para todos aqueles interessados no processo de criação de um jogo a partir do zero. Resolvi fazer isso mediante o pedido de diversos educadores e aspirantes a game design que

se mostraram interessados em diversos eventos que participei. Nesta primeira lição vamos começar a construir o conceito de um jogo passado no Brasil Colonial dos períodos de 1560 a 1790. Inicialmente fiz um jogo de cartas chamado Mascates, que foi testado sob o ponto de vista educacional e lúdico alcançando os resultados desejados.

Arte original de José Augusto Praguer

Fazendo diversos estudos e pensando numa melhoria para o Mascates, resolvi modificar o jogo para uma nova visão e com melhorias, pensando em expandi-lo de um simples cardgame, para um jogo de tabuleiro completo, guardando todos e ampliando os aspectos de jogabilidade e tendo também um viés educacional. O que é interessante nestes nossos artigos é que o jogo vai ser REALMENTE desenvolvido em “tempo real” ou seja nas próximas semanas vamos viver um “developer´s diary” do mesmo. Espero que agrade a todos.

Iniciando

Quando temos o primeiro insight de desenvolvimento de um jogo, pensamos em diversas coisas que podem ser exploradas. Uma das primeiras perguntas que devemos fazer é : aonde eu quero chegar com o meu jogo ?

Vamos pegar o projeto inicial do Mascates, que basicamente era um cardgame sobre o Brasil Colonial que reproduzia o comércio entre as principais capitanias da época. Queríamos montar um jogo de fácil entendimento, jogabilidade e que tivesse uma visão Euro da coisa. O primeiro passo foi a pesquisa histórica, ou seja que períodos iríamos explorar e tornar os mesmos elementos de jogo. Entramos no primeiro ponto de um design de jogo : pesquisa.

A pesquisa realizada para o Mascates envolveu 3 fases :

a) Internet - Fizemos inicialmente uma varredura na wikipédia, sites de muses, sites de bibliotecas, em busca de documentos, gravuras, pinturas, etc para iniciarmos uma imersão no contexto. Foi muito interessante que neste momento tivemos um efeito colateral, ou seja acabamos pensando em jogos simples para lançamento que foram devidamente anotados e guardados para momentos futuros.

b) Professores - Consultamos alguns professores de história para capturar elementos de interesse didáticos e que chamavam a atenção dos alunos. Levantamos diversos pontos e anotamos os mesmos para pudéssemos resgatar durante o processo. Isto nos ajudou na concepção do cenário a ser utilizado.

c) Livros e Publicações - Numa última fase fomos em busca de livros e publicações em bibliotecas e adquirindo livros para consulta. Esta fase foi a congregação de tudo acima, para a construção final do cenário de jogo.

Depois desta fase veio a da escolha de mecânica de jogo. Vamos definir que a mecânica é o conjunto de mecanismos que fazem um jogo funcionar (exemplo role o dado e movimente-se tantas casas). No caso do Mascates trabalhamos desde gerenciamento de recursos, até eventos de jogo. Estas escolhas foram feitas baseadas em alguns fatores que queria simular, até chegar um modelo final de protótipo. Com isso na mão montamos um arcabouço de regras e fomos para a próxima fase que eram os testes de jogo.

Playtestes iniciais do Mascates

Nisso iniciamos o processo de adequação, mudanças e balanceamento de jogo, para fecharmos uma versão final e assim executarmos as artes propriamente ditas. Estes processos resumidos parecem bem simples, mas foram frutos de meses de trabalho e de diversas acertos. Quando finalmente colocamos o jogo para o publico final, estávamos com o produto finalizado e operacional.

Três anos depois do lançamento da versão inicial do Mascates, resolvi partir para um jogo mais ousado e que explorasse aspectos que eu desejava no jogo, mas não visionava ainda os mesmos. Algumas coisas aconteceram desde a primeira versão de cartas do jogo, mas uma delas que me chamou a atenção foi o amadurecimento do mercado e de um público mais exigente. A partir destas premissas, o processo de construção de um novo jogo foi iniciado. O começo do trabalho novamente está na pesquisa ou seja estou trabalhando numa linha mais aprofundada da história do Brasil, com outras opções a mais. Basicamente são as seguintes :

a) Chegada de mercadorias da metrópole portuguesa;

b) envio de mercadorias do Brasil para Portugal;

c) Viagens de exploração pelo interior do Brasil;

d) Variação de mercado de produtos;

e) Construção de melhorias/extras no jogo.

Estas idéias inicialmente flutuam e algumas já tomaram a forma inicial de trabalho. O próximo passo é organizar isso em uma mecânica(s) funcional(is) de jogo, explorando estes aspectos.

Criando o seu jogo - Primeiro passo : Busca de material

A criação de um jogo é nada mais que um processo de sistematização de um processo, seja real ou imaginário. As abstrações desejadas para que seja possível criar um produto como esse são intimamente ligadas as necessidades do mesmo. Antes de você colocar “mão na massa”, é necessário duas coisas :

a) Conhecimento de uma teoria básica de game design;

b) Conhecimento de jogos;

Muita gente no Brasil ainda vive em jogos antigos do século XX como o Monopoly, Game of Life, Clue (Detetive), etc. Vamos então começar a fornecer um pouco de material para vocês começarem a estudar. Alguns Jogos para você baixar, imprimir e jogar

Maziacs the Boardgame - http://george.makasoft.net/Maziacs-TheBoardgame.zip

Micro Space Empire - http://boardgamegeek.com/boardgame/99698/micro-space-empire

Colonialismo - http://boardgamegeek.com/boardgame/67917/colonialism

A Colheita - http://boardgamegeek.com/file/download/7oad76ylgn/The_Harvest.zip

Pocket Civ (recomendado) - http://boardgamegeek.com/boardgame/28044/pocket-civ

E para finalizarmos um desafio para vocês ! Já que todos desejam criar jogos que tal vocês se proporem a fazer um ? O tema é livre e vocês vão utilizar um baralho normal e um dado de 6 lados ! Quem quiser enviar sua idéia para publicarmos aqui no blog, seja bem vindo !

Bom pessoal, é isso ! Na nossa próxima lição vamos abordar mais aspectos da criação do jogo em si !

quarta-feira, 27 de julho de 2011

45o. Castelo das Peças


No dia 30 de julho teremos a nossa 45ª edição do Castelo das Peças que vai ser realizada no Spoleto Largo do Machado. Para quem não sabe o Castelo é um evento de boardgames e que traz sempre pro pessoal o que há de mais moderno nesta indústria. Recomendo a todos é um dia muito divertido !

O horário do evento vai de 11h00 até as 22h00. O Spoletto fica no Largo do Machado na Rua do Catete, 311 - Galeria do Cinema São Luiz. Apareçam !

terça-feira, 26 de julho de 2011

Agora é Oficial : World of Warcraft no Brasil

Já é oficial : A Blizzard anunciou os servidores BR, devidamente localizados (dublagem e tradução) para os jogadores de nosso país. Vi o clipe do Cataclysm no youtube e... well, tem coisas boas e tem coisas sofríveis. Mas o importante, (por favor vamos deixar os gostos pessoais de lado) é que o mercado do Brasil de jogadores está finalmente se tornando interessante para o mercado internacional.

Se eu vou experimentar o BR ? Lógico, quero ver como certos chefes ficaram nas vozes brazucas...

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Corporação - The Boardgame

Pessoal,

Divulgando o nosso próximo lançamento na área corporativa e educacional.


Breve novidades...

terça-feira, 19 de julho de 2011

Visões Sobre Jogos Educacionais - Parte I

Pokemon Trading Card Game
Imagem vinda do Boardgamegeek - http://www.boardgamegeek.com

Curiosamente nos últimos tempos temos visto cada vez mais os jogos estarem em evidência. São revistas, filmes, festivais, jornais e a própria Internet, que pelo menos falam algo sobre a indústria de “milhões que fatura mais que o cinema”. Existe também o reverso da medalha, ou seja publicam-se notícias sobre a má influência dos jogos nos adolescentes, sobretudo sobre a violência e os maus exemplos aos jovens. Esta visão para muitos pais está bem balizada, já que o videogame é passado como um elemento prejudicial aos estudos e a formação do indivíduo.

Ao mesmo tempo vemos alguns educadores trabalharem com os ditos jogos educacionais, que na visão dos educandos hoje, são verdadeiros suplícios sob o ponto de vista lúdico e de ensino. Por muito tempo estes jogos educativos foram feitos por pessoas sem nenhuma bagagem lúdica, atendo-se a teorizar livros sob uma forma de entretenimento chato e altamente entediante. Isto colocou os jogos educativos num péssimo patamar, transformando-os em produtos muito mal vistos pelos alunos e sobretudo uma ferramente inútil na mão dos educadores.

Uma parte deste processo não ter alcançado os patamares desejados é que os profissionais que criaram estes produtos, basearam-se em linguagens diferentes das dos jovens, com mecânicas de jogo arcaicas e que não refletem a realidade atual. Muitos ainda trabalham com uma visão pré-internet, onde naquela época basicamente a história do rolar e mover em jogos era a principal mecânica conhecida em nosso país (infelizmente ainda é). Os produtos vindos disso eram totalmente arcaicos e “sem graça”, de acordo com a opinião de vários educandos. Enquanto nosso aluno vivia uma realidade lúdica totalmente diferente, com desafios inteligentes, ação, narrativas e toda uma série de atrativos, nos jogos tradicionais. Trovando em miúdos : os jogos educacionais pararam no tempo do “ivo viu a uva” e ali estagnaram.

Existiram tentativas de utilizar algumas ferramentas como o RPG em sala de aula, como uma forma de modernização e principalmente com o intuito de criar as bases de narrativas e criação. Extremamente louvável esta tentativa, mas a realidade de sala de aula esbarra-se em vários problemas, entre eles os famosos “50 minutos” onde os professores precisam realizar verdadeiros milagres educacionais em um tempo de aula. O RPG é uma ferramenta que exige continuidade e uma visão bem trabalhada frente ao aluno, sendo que em alguns casos isto esbarra nas próprias limitações do educando e do próprio educador.

Focando no próprio educador, muitos deles não tem esta visão lúdica e sim um verdadeiro preconceito com os jogos. Muitos deles não conhecem os jogos modernos, e pararam de jogar na mecânica “rola e move”, diferente do que existe hoje. Uma outra coisa importante e que devemos ter cuidado é que os jogos não são a panacéia educacional, onde vamos conquistar a atenção do jovem em sala de aula. Tudo é um conjunto formado por : um bom ambiente educacional, bom material didático e principalmente : Professores capacitados para a utilização dos mesmos. Um artigo muito bom que recomendo a leitura é o LEARNING TO PLAY TO LEARN, de Eric Zimmerman, onde ele aborda diversos aspectos do Game Design Educacional e fala sobre isso.

Mas vamos voltar ao elemento jogo educacional, este produto que precisa se transformar para esta nova visão atual. O que é necessário para fazermos isso ? Qual é a metodologia necessária ?

Acho que a primeira lição que eu posso falar é ouvir nossos alunos, conhecer o que eles estão jogando fazendo, curtindo. Trabalhar num terreno onde o aluno sabe onde está e se identifica com o que está sendo proposto é muito importante em todos os aspectos. Se o professor conseguir falar a linguagem lúdica do aluno temos a primeira interface. Claro que isto é conseguido de uma maneira : jogando. Isso mesmo jogando o que eles estão jogando e deixando de lado preconceitos e arcaismos. Para isso vamos dar uma lista abaixo de jogos que vocês podem baixar, imprimir e jogar. Alguns precisam que você conheça inglês, mas acredito que isto não seja uma barreira :

11 Kings - Um jogo sobre civilizações Antigas

Disciples - Um jogo sobre religião

Blood of Kings - Conquistas e Lutas na Europa Medieval

Cold War - Um jogo sobre a Guerra Fria

França Antártida - Jogo de minha autoria sobre as invasões Francesas no Rio de Janeiro

Snack factory - Um jogo sobre administração bem legal

Tem muita mais coisa, mas nos próximos artigos vou publicando aqui ! Gostaria muito de ouvir as opiniões de vocês, até a próxima parte !


domingo, 17 de julho de 2011

Jogos e Educação II



Ontem tive a grande oportunidade de participar do "Educontro" da Educopédia, no Nave aqui no Rio de Janeiro. Ministrei uma pequena palestra sobre jogos e educação para cerca de 250 professores do estado e que serviu para desvelar alguns aspectos sobre os jogos em geral. A Educopédia é é uma plataforma online colaborativa de aulas digitais, onde alunos e professores podem acessar atividades autoexplicativas de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora. Elas incluem planos de aula e apresentações, voltados para professores que queiram utilizar as atividades nas salas, com os alunos. Nela existem diversas atividades, incluindo jogos, que tem como objetivo ensinar. É um projeto fantástico e que todos devem olhar com muita atenção (Sou um dos felizes participantes com um dos projetos como Game Designer : o Projeto Pé de Vento !)

Foram 30 minutos com eles falando sobre diversas coisas e mostrando uma faceta diferente sobre os jogos. O foco que abordei foi um pouco diferente das palestras tradicionais, já que a maioria era de um público não gamer e ávido por informações. Um dos pontos mais interessanres foi quando falei sobre jogos educativos. O pessoal riu quando coloquei o que são os jogos educativos na escola :

Outra coisa que foquei foi a integração dos jogos no processo de educação e convívio social, no foco do educando e a família. Eu adorei ouvir comentários dos educadores como , "você conseguiu me mostrar uma faceta diferente dos jogos, tinha várias ressalvas contra a respeito". Nesse momento fiquei muito interessado, pois deve haver muita gente com uma visão somente negativa dos games. Foi muito positivo para mim este encontro e sobretudo a atenção e o carinho que os professores tiveram comigo. Tenho só que agradecer a oportunidade de estar ali com eles.



sábado, 16 de julho de 2011

Um vídeo bem legal !



De autoria do amigo Hélio Sales.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Jogos e Educação


Esta semana estive envolvido em processos de criação de jogos para o ensino fundamental. Achei muito, mas muito interessante o que fizemos, eu e as professoras, transformando matérias de sala de aula em jogos que poderiam ser utilizados como apoio ao processo de alfabetização. Trabalhar uma nova linguagem para que a criança se sinta interessada em aprender com o lúdico, é fantástico.

As pessoas gostam de abrasileirar palavras em inglês para o português, e a palavra Gamification, em português, Gamificação, não me agrada, prefiro ludificação, ou ludificar um processo educacional. Neste nosso encontro inicial trabalhamos com aspectos de matemática e português e trouxemos a metodologia de game design para o mesmo. Ou seja ludificamos todo um conteúdo.

Os desafios inicias por parte do design é trabalhar com uma série de limitações impostas pelo meio e pela realidade educacional. Temos que lembrar que não é só um processo voltado para uma realidade ideal, ou seja, a escola com todos os recursos. Muitas escolas estão ao "céu aberto", ou seja vivem uma realidade precária e as vezes penosa.

Contudo uma coisa que pensei como Game Designer e educador é o aproveitamento de tantas coisas a nossa volta para a criação de elementos lúdicos em sala de aula. Exemplo : tampinhas de garrafa, são ótimos elementos para o ensino de matemática, com jogos que incitassem o raciocínio lógico. Mas eu pergunto, será que o educador tem esta cultura lúdica para criar isso ?

Isto também é matéria de discussão : dar a capacitação ao educador para que ele conheça como aproveitar estes recursos para criação de novos jogos. Acho que esta discussão poderia ser iniciada aqui.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Uma semana doente e parado

Ficar doente é uma droga, ainda mais quando você fica parado sem conseguir desenvolver nada. Dor de cabeça, dor no corpo, mal estar, resumindo : uma merda. Mas a partir que fui melhorando consegui voltar a escrever e a criar. Novidades é que estou trabalhando em dois jogos : um wargame, que pretendo deixar gratuito e um jogo que ainda não defini, sobre Brasil Imperial.

Uma das coisas que me ajudou a passar estes dias acamado foi que eu consegui com um amigo os 100 primeiros números e os especias da Strategy and Tactics. Esta revista foi (e ainda é) uma das mais importantes sobre jogos (wargames) da atualidade. Uma das coisas mais legais que eu vi foram as fotos da primeira GENCON. Além disso vi um monte de jogos e artigos muito bons sobre o assunto e nossa, muitas idéias. Bom, esta semana vão ter novidades legais ! Aguardem !

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Gripe ou Dengue...

Pessoal,

Estou com uma gripe muito forte e não sei se é dengue... Pode ser que o blog fique sem novidades esta semana...Amanhã vou saber.

sábado, 2 de julho de 2011

IGDA Rio - Sucesso !

A foto eu "roubei" do Facebook, da nossa página da IGDA, mas acho que hoje devem ser disponibilizadas mais fotos. Ontem aconteceu nosso primeiro encontro de nosso grupo do IGDA Rio na Faculdade CCAA, onde cerca de 100 pessoas pretigiaram nosso evento.

Só posso dizer que fiquei muito feliz em ver que o Rio de Janeiro está começando a acordar em termos do mercado de jogos e querendo mostrar que tem muitos desenvolvedores querendo mostrar trabalho. Pude ver ontem que o pessoal quer entrar na área e quer começar a fazer o Netwroking necessário para iniciar projetos e atividades. Parabéns a todos que foram e esperamos que em agosto nosso encontro seja maior !

sexta-feira, 1 de julho de 2011

É Hoje o Encontro do IGDA RIO

Só para lembrar a todos que hoje é o primeiro evento do IGDA RIO !

Não deixem de aparecer por lá e chamem todos os amigos que também se interessam pelo tema !
A programação começa às 18:30:

Abertura:
Arthur Protasio, Presidente da IGDA Rio.
Palestra:
Tecnologias e Pipeline de Arte 3D para Dispositivos Móveis
Henrique Manfroi - Tech Artist & Professor - Sulistas.

Endereço :
Faculdade CCAA
Av. Marechal Rondon, 1460
Rio de Janeiro, Brasil

Você pode acompanhar o evento no Facebook:

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Quarta Feira Corrida !

Hoje é meu pior dia da semana, ministro aula de 7 da manhã as 5 da tarde, contudo não gostaria de deixar nada para vocês. Recomendo um software para vocês avaliarem : o City Engine.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Para quem gosta de Angry Birds...


Saiu o jogo de "tabuleiro"....

Quero um troço desses ! US$ 17,90 ! Detalhes aqui no BGG !

Clássicos Recomendados


Vou de tempos em tempos tentar publicar uma pequena resenha sobre jogos clássicos de tabuleiro (inéditos na sua maioria no Brasil, sic...) de tempos em tempos aqui no blog, para que você leitor possa aumentar sua cultura lúdica. Vou começar com um dos jogos mais importantes dos jogos modernos : o Puerto Rico.

O Puerto Rico é um jogo de estilo Alemão desenvolvido por Andreas Seyfarth e publicado em 2002 pela empresa alemã Alea. O jogo se desenrola na ilha de Porto Rico durante o período colonial do Caribe, onde os jogadores assumem diversos papéis durante um turno de jogo. O vencedor é quem ganha mais pontos de vitória, através de envio de mercadorias para a metrópole. De 3 a 5 jogadores, uma partida dura em média 1 hora e meia. O forte do jogo é a administração de recursos e uma estratégia digna de xadrez.

Durante uma partida, o jogador pode construir prédios, fazer plantações, vender bens no mercado e gerenciar a chegada de trabalhadores para trabalharem em sua colônia. O jogo permite um grau de gerenciamento de recursos e economia impressionantes. Os jogadores podem criar diversas situações e estratégias de jogo baseadas em produção, venda de produtos ou mesmo nos tipos de prédio utilizados. O jogo não é complexo para aprender, mas as táticas de jogo podem variar dando diversas maneiras de alcançar a vitória.

O Puerto Rico é considerado pela maioria dos jogadores como o melhor jogo do mundo, inclusive foi por muito tempo o número 1 da lista da Boardgamesgeek. O jogo fez tanto sucesso que gerou um novo jogo dos quais muitos chamam de o “Puerto Rico de cartas”: o San Juan.

Mas o que faz o jogo ser tão bom ? Primeiro suas mecânicas dão valor a uma boa estratégia, com o fator sorte praticamente inexistente. Os jogadores realmente precisam pensar passo a passo o que vão fazer durante o jogo. O conceito de papéis que citamos acima permite uma flexibilidade durante a partida, tendo um grau de rejogabilidade altíssimo. Hoje o Jogo cpnta com algumas expansões oficias e as fan mades e é recomendado por todos aqueles que desejam conhecer os jogos modernos.


segunda-feira, 27 de junho de 2011

Início da Semana...

Segunda-feira típica, modorrenta e sem graça... Contudo uma novidade que pesquei hoje da lista da IGDA de Recife é que a Extra Credits do James Portnow vai ter conteúdo em Português. Caso você não saiba que é o James e quem é a Extra Credits. Uma "palinha" abaixo :


Bom, acho importante que finalmente estes vídeos possam ser traduzidos para o português e assim poder levar para as pessoas que não falam inglês e que querem entrar na indústria de jogos terem noção de muitas facetas importantes do assunto. Vamos aguardar e conferir.

No dia 1o. de Julho vamos ter o primeiro evento da IGDA Rio ! Pois é lembrando a todos que será na Faculdade CCAA na Av Marechal Rondon '60 aqui no Rio de Janeiro. Ainda há tempo para se inscrever !

Bom começamos a semana engrenando a marcha !!! Vamos que vamos !

domingo, 26 de junho de 2011

Prototipação


Uma das coisas que fazemos normalmente em um processo de criação de jogo é a prototipação dos mesmos. Esta atividade se dá normalmente para testes em geral de jogabilidade, conceitos ou mesmo arco de história.
Prototipar no chamado "papel de pão" (com componentes muito simples, seja no real ou eletrônico), é uma das coisas mais lógicas a serem feitas. No momento do teste não estamos ligando para beleza ou design arrojado, simplesmente estamos testando e a coisa está fluindo ou não. Muitos aspirantes a designer de jogos querem fazer algo muito belo

, mas como sempre falamos, o objetivo é testar e não fazer a versão final do jogo. Mas antes de fazermos qualquer coisa é preciso fazer um roteiro simples. Vamos exemplificar com a construção de uma quest simples. Observe abaixo o roteiro inicial.

Nome da Quest : Clube da Luta

Plot

O jogador precisa visitar uma das academias de seu estilo para poder conhecer mais sobre as formas de luta e as possibilidades de desenvolvimento do personagem. Ele deverá entrar na academia e vivenciar a experiência


Quest

Visitar a academia específica de seu estilo de luta, falar com o mestre e vencer uma luta com um aprendiz.


Dono da Quest

Mestre da Academia e Lutador Amador

Diálogos

Inicial : Olá , vejo que você está entrando no mundo das arte marciais. Mas saiba que o caminho é arduo e com muitas dificuldades. Eu sou o mestre que pode orientar você neste caminho, contudo você precisa me provar isso ! Lute com um dos meus alunos aprendizes e conquiste o meu respeito ! Você aceita o desafio ?

Em caso de sim : Ótimo ! Vamos a luta !

Em caso de Não : Eu entendo você ainda não se sente confiante, volte mais tarde !

Em caso de vitória : Parabéns você conquistou o meu respeito ! Seja bem vindo ao mundo das artes marciais !

Recompensa

Itens ganhos :

- Um short de luta
- 2 isotônicos
- 40 Xp

Em caso de derrota : Você precisa treinar mais, tente outra hora !

Trigers :

Questcompleta - abre as quests 1 e 2

1)Visitando um amigo

2) As Ruas do Medo

Quest não completa - não abre a próxima quest e coloca o jogador e abre um quadro orientando ele para o hospital para ser curado.


NPCs da Quest : Mestre da Arte Marcial e Lutador aprendiz
Prédio da Quest : Academia da arte marcial do jogador

Nota Importante : Nenhuma academia deve ser aberta para desafios enquanto o jogador não fizer esta quest

Level da Quest : 1

Título (achieve) - Lutador !

Diálogo Pós quest

Mestre : Fique a vontade para treinar aqui e desafiar nossos alunos.

Status : Em implantação

Observe esta ficha simples acima, ela permite que o programador possa já ter a lógica e observar os objetos utilizados. Numa segunda fase é feita a implmentação desta quest. Por exemplo isto pode ser feito num programa simples para que possa ser testada a lógica. Por exemplo podemos utilizar o programa RPGMAKER VX para isso. Veja o exemplo abaixo :

Tela do protótipo - Simplicidade

Exemplo de teste do Diálogo

Exemplo de teste de opções e lógica

Codificação no RPGMAKER para teste de lógica e jogabilidade

Este exemplo acima server para ilustrar bem a filosofia do desenvolvimento de protótipos. Fazemos isso para facilitar em muito nosso trabalho. A mesma coisa serve para jogos de tabuleiro...

Exemplo do jogo Palmares

Lembre-se que nesta fase nos queremos TESTAR ! Beleza só depois do jogo pronto !

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Feriado e GDD...

Cá estou eu num belo feriado fazendo um GDD... Pois é Game Design não tem hora nem lugar o negócio é aproveitar o tempo vago para poder adiantar o documento de design de jogo. Como vai ser um dia de muito trabalho, passei aqui para dar um alô e fornecer uma dica importante para todos :


Este site é de um dos grupos de ludificação mais conhecidos da Europa e que possui uma ampla gama de artigos técnicos e científicos muito bons. Recomendo a visita ! Mais tarde passo por aqui !!!


quarta-feira, 22 de junho de 2011

Dicas

Passando para vocês algumas dicas que recebi e que acho válidas....

Wargames para baixar grátis :


Artigo muito bom sobre a GDC :


Artigo sobre Renderização :


Hoje coloco mais coisas !

terça-feira, 21 de junho de 2011

Catan no Brasil - 16 anos depois



Depois de 16 anos e muitas mudanças no mercado, teremos o Colonizadores de Catan no Brasil para o grande público. Desta vez o lançamento será feito pela Grow. Em 2007 tivemos aqui no Brasil a edição da Devir, que só alcançou um pequeno público que era fã e não tinha chegado a loja de brinquedos, que na minha opinião vai ser o termômetro do consumidor. Este fato representa uma possível mudança no mercado de jogos e acho que marca a renascença do boardgame como hobby familiar.

Muita coisa anda sendo especulada, pois talvez isto represente a entrada dos jogos modernos no Brasil por uma empresa de brinquedos. Vamos aguardar... Breve vou comprar meu exemplar e fazer uma resenha aqui.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Retorno as Origens



Ontem depois de terminar um conto (breve vai ser divulgado), comecei a fazer um game design de um jogo que em breve vai entrar em playteste. Como estava meio cansado e com bastante trabalho adiantado, resolvi jogar novamente World of Warcraft. Não sei se as devidas puladas entre diversos MMORPG´s me fez saudosista, mas ontem confesso que me diverti pacas. Desde a saída do Cataclisma, do qual eu parei de jogar, o sistema passou por uma série de modificações e ontem estava muio mais balanceado e divertido.

Lembro que as dungeons do jogo estavam terríveis, mesmo as normais, pois havia um nível de dificuldade exagerado e criando stress no lugar de divertimento. Ontem fiz umas 7 dungeons, literalmente no modo rolo compressor. Foram fáceis e consegui subir dois níveis em 6 horas de jogo (claro havia o bônus de xp e eu tava com vontade de jogar mesmo). To quase no lvl cap do jogo (85) e confesso que o modelo do WoW, continua sendo o melhor. Além disso aproveitei para ver diversos chefes antigos, que são carismáticos e que tem um voice acting maravilhoso. A Blizzard neste ponto realmente sabe fazer jogos e olha que nestes 4 meses que parei de jogar, eu perambulei por uns 3 MMO´s (Rift, Champions Online, EVE e vi o Alods). Mas a verdade seja dita : WoW é o melhor na minha opinião.

sábado, 18 de junho de 2011

Mr Caffeine´s RULES !


EPIC FAIL na E3 !

Resumo desta semana


Esta semana foi marcante, pois várias coisas aconteceram inclusive o retorno de meu blog. Esta decisão parece que desencadeou uma série de outras coisas que culminaram no Gamecraft quinta-feira. Mas isso para mim já são águas passadas e vamos olhar para frente que a coisa está caminhando.

Bom queria fazer algumas considerações a respeito do Gamecraft inicialmente, acho que o evento, diferente de outros que participei, sinalizou algumas coisas importantes. Primeiro a tradicional pergunta "como eu começo" não foi feita e no seu lugar apareceu "comecei mas estou perdido, como eu faço isto..."

Mudança interessante esta de pergunta que mostra que estamos começando a entrar em uma nova fase de desenvolvimento de jogos no Brasil. Os interessados estão começando a "correr atrás" do prejuízo e querer mostrar que existe um real interesse no assunto. Outro ponto é que estamos vendo a mobilização de associações como a Acigames, que começa, junto com a Abragames, e mesmo os desenvolvedores a tentar sair da inércia.

Ontem a postagem da notícia que o ministro Mercadante vai criar um instituro a la embrapa é interessante, mas acho que uma medida mais efetiva é cortar os impostos que são muito altos em nosso país. Os impostos estão travando o crescimento do Brasil e gerando um governo elefante branco, moroso e muito custoso.

Hoje não é interessante para uma empresa fazer produtos para o mercado Brasileiro. Como disse antes impostos altos e a pirataria (uma praga cultural em nosso país) inibem qualquer iniciativa dos estúdios para nosso país, sendo mais interessante produzir lá para fora.

Mas estas reflexões estão sendo positivas, pois estamos finalmente DISCUTINDO, sobre o assunto, coisa que tempos atrás era utopia. Vamos agora aguardar o desenrolar das coisas nos próximos meses.

E para descontrair a Gametrailers colocou uma série de vídeos sobre a E3 imperdiveis. Confiram !

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Gamecraft hoje !!!

Nossa que sexta-feira corrida ! Fui na Gamecraft hoje para apresentar meu jogo Guerreiros de Ferro para o pessoal. Foi muito corrido, mas excelente ! Outra coisa é que nosso ministro Mercadante soltou a bomba : http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/06/brasil-tera-politica-agressiva-para-producao-de-games-diz-mercadante.html

Bom hoje eue stou muito cansado e escrevendo !!! Amanhã vou fazer um grande post sobre tudo isso !!!

Palestra da GameCraft

Pessoal,

Disponibilizando em pdf para vocês a minha palestra realizada no Gamecraft da UFRJ, ontem. Hoje estamos indo apresentar o Guerreiros de Ferro !

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Nossa Ida ao GameCraft




Apresentando o ECOnomia em minha palestra

Estivemos hoje presentes no 1o. Gamecraft, evento realizado na UFRJ participando como palestrante e conversando com os diverso amigos da área (aliás fui o primeiro palestrante do evento, achievement gained !). Foi um dia interessante de discussões, bate-papos, pessoas buscando informações, etc. Tive a oportunidade de palestrar sobre game design e conversar com diversas pessoas da área. Foi um dia muito interessante e podemos compartilhar o interesse de todos. Aproveitando eu e o Artur Protásio divulgamos o nosso primeiro evento da IGDA Rio, que será anunciado aqui no nosso Blog.

Eu e Artur Anunciando o Evento da IGDA

Ainda tivemos a palestra do nosso amigo Fernando Ribeiro desenvolvedor do Shaolin Training, que falou sobre desenvolvimento de produtos e falou de quebra de sua experiência com o Shaolin. Foi uma palestra muito interessante sobre como ele conseguiu publicar seu produto na Apple Store e da saga de desenvolvimento do mesmo.

Fernando falando um pouco sobre o caminho das pedras...

Depois nosso amigo Guilherme Xaxier ou "Don Guix" da Don Soft, falou do Capoeira Legends, fazendo um post mortem sobre o jogo e falando de toda a saga da produção do mesmo. Foi uma das palestras mais divertidas e interessantes do dia de hoje.

Guilherme Xavier falando da saga do Capoeira Legends...

No final ainda tivemos a keynote do Christopher Kastensmidt que falou sobre a produção do Casamento dos Sonhos, um dos maiores sucessos de vendas do público feminino. Um fato que foi muito legal e que me deixou de certa forma animado, foi a presença do público, muitos ali procurando seu caminho para a área de jogos.

Agora uma das coisas que eu achei muito legal foi quando o Bruno Araújo, veio conversar comigo a respeito do velho e paleozóico Fortaleza de Berdolock, jogo que desenvolvi acho que em 1996 e depois fiz uma expansão em 2004. Nossa aquilo foi demais ! Ele era e é fã do jogo e me ajudou no playteste original ! Valeu mesmo ! Estou colocando o jogo para download com a expansão e vamos fazer um retrofit do mesmo para os tempos atuais !!! Foi um ótimo dia e esperamos que isto se repita sempre. Amanhã tem mais pessoal !

Novidades e Rumores...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

IGDA Rio


A Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos (em inglês International Game Developers Association - IGDA) é uma associação profissional sem fins lucrativos dedicada ao aprimoramento das carreiras e vidas dos desenvolvedores de jogos por meio da promoção do contato entre os mesmos, do desenvolvimento profissional e da representação de questões que afetem a comunidade desenvolvedora.

A atuação da associação no estado do Rio de Janeiro é representada e executada pelo capítulo Rio que tem como objetivo fomentar as comunidades locais de desenvolvedores de jogos mediante as conexões entre a indústria de jogos, academia e a sociedade; e ao final gerar uma maior visibilidade e valorização da comunidade de desenvolvedores de jogos.

Estamos fazendo parte desta iniciativa ! Viste nossa página no Facebook em http://www.facebook.com/IGDARio?sk=info